Fio livre

Sobre o Invento

Costurar é uma tarefa que acompanha a humanidade desde o princípio da cultura ocidental. Ainda que o processo tenha se modernizado ao longo de milhares de anos, ainda há espaço para inovação como demonstra o “Fio Livre”, suporte para os cones de linha, desenvolvido pela servidora pública aposentada Maria da Anunciação Neves Moreira, afiliada à Associação Nacional dos Inventores (ANI). Com o invento, incidentes que diminuem a produtividade, como linha que enrosca no pino, ou fio quebrando, ficarão no passado.

Inventora: Maria Anunciação Neves Moreira

Categoria: Vestúario e Acessórios

Benefícios: O “Fio Livre” consiste em um suporte com ganchos que pode ser fixado em parede ou acoplado na mesa onde fica a máquina. O suporte deve ter uma base com haste maior para que os cones fiquem pendurados pelas presilhas/ apoios nos ganchos do suporte, invertidos, para que a linha corra livre durante a costura.

Release

“Fio Livre” otimiza trabalho de costura em tecido e couro

Suporte pode ser fixado a paredes e impede que o fio quebre ou se enrosque no pino Costurar é uma tarefa que acompanha a humanidade desde o princípio da cultura ocidental. Ainda que o processo tenha se modernizado ao longo de milhares de anos, ainda há espaço para inovação como demonstra o “Fio Livre”, suporte para os cones de linha, desenvolvido pela servidora pública aposentada Maria da Anunciação Neves Moreira, afiliada à Associação Nacional dos Inventores (ANI).

Com o invento, incidentes que diminuem a produtividade, como linha que enrosca no pino, ou fio quebrando, ficarão no passado. “A linha se enroscava no pino, arrebentando o fio no meio da costura: era muito estressante! Se colocasse o cone do lado da máquina sempre caía no chão, se colocasse o cone no chão, mesmo dentro de um potinho, a peça que estava sendo costurada esbarrava no fio… Resumindo: não tinha posição para colocar os cones, então, tive uma luz: pendurar no alto!”, conta Maria.

O “Fio Livre” consiste em um suporte com ganchos que pode ser fixado em parede ou acoplado na mesa onde fica a máquina. O suporte deve ter uma base com haste maior para que os cones fiquem pendurados pelas presilhas/ apoios nos ganchos do suporte, invertidos, para que a linha corra livre durante a costura. O suporte de Maria elimina o risco de quebra da linha, não enrosca no pino da máquina e é prático para instalar.

O produto pode ser confeccionado em plástico, metal leve ou madeira, segundo a inventora. Como público-alvo, o “Fio Livre” visa os trabalhadores das indústrias têxtil e calçadista, bem como artesãos, adeptos do “faça você mesmo” e bordadeiras. O “Fio Livre” já está registrado por Maria junto ao INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial).

A inventora está à procura de investidores para produzir e comercializar o seu produto, seja por meio da venda ou licenciamento da patente, ou ainda via formação de sociedade.

Sobre a ANI – A Associação Nacional dos Inventores foi criada para que as invenções brasileiras possam servir à sociedade e estimular os inventores a continuar dedicando-se à inovação. Todos os projetos acompanhados pela ANI possuem proteção legal, além de estudo de seu funcionamento. A associação também busca empresas, investidores e parceiros que queiram viabilizar os projetos e disponibilizá-los em larga escala no mercado. Site: www.inventores.com.br

Apresentação

Investir no Projeto

ATENÇÃO: NÃO ESTAMOS VENDENDO UNIDADES DAS IDÉIAS AQUI DEMONSTRADAS, ESTAMOS SIM, PROCURANDO FABRICANTES – PARCEIROS, PARA PRODUZI-LAS E COMERCIALIZAR JUNTO AO MEIO EMPRESARIAL

Deixe seu comentário